arquivos do blog

me sigam no instagram

Instagram
Copyright © 2012 Ufologia News. Tecnologia do Blogger.

seguidores

As imagens de objetos estranhos no céu em 1997 e em 2000
Foto: Reprodução
Do Diário de Canoas

Na semana passada, o ABC Domingo publicou uma reportagem sobre um objeto estranho que foi fotografado no céu de Novo Hamburgo. A matéria instigou a curiosidade de muita gente e, pela Internet, o texto teve quase 5 mil compartilhamentos pelo Facebook. Porém, um morador de Canoas, o autônomo Roberto Júlio, 52 anos, enviou duas fotos que fez na Base Aérea de Canoas. Ele, que coleciona miniaturas de aviões, foi até o local em duas oportunidades para registrar imagens de aeronaves reais. 

Uma vez foi em 11 de outubro de 1997 e outra em 12 de outubro de 2000. Nos dois registros, a mesma coincidência: uma mancha diferente no canto superior da foto que, inclusive, está nos negativos. Júlio mostrou as imagens para ufólogos que quiseram publicar o material, mas como ambos não entraram em acordo sobre como as fotos seriam utilizadas, ele decidiu arquivar. “Depois que li a matéria no domingo, decidi mostrar para vocês. Na época, eles me disseram que isso poderia ser um OVNI. Até os pilotos olharam e comentaram que não era avião comum, mas um outro tipo de aeronave”, afirma.

O ABC Domingo mostrou as imagens para o diretor do Observatório Astronômico da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Claudio Miguel Bevilacqua. O estudioso, que trabalha na área há quase 30 anos, afirma que os pontos que aparecem nas fotos são nuvens orográficas ou de poluição. “Ali perto tem a Refap, Siderúrgica Rio-grandense, Polo Petroquímico e uma série de fábricas que lançam vapor ou fumaça e, conforme os ventos, podem formar este tipo de nuvem”, explica. “Inclusive na segunda imagem há outra nuvem sobre a parte amarela da foto e com a mesma inclinação.” 

Segundo ele, em 98% dos casos de possíveis objetos voadores não identificados, na realidade são fenômenos reconhecidos como balões, aviões, nuvens orográficas (formação local especialmente próximo a morros) e reflexos lenticulares das câmaras fotográficas. “No tempo das fotos de celulóide, a pessoa só via o OVNI depois de revelada a imagem, comprovando que era reflexo de lentes”, comenta.

OUTRAS ILUSÕES

Conforme Bevilacqua, outras situações também fazem as pessoas acreditar que viram OVNIs. Ele cita as bolas de fogo, fenômenos atmosféricos que ocorrem quando a umidade do ar está muito baixa (raios esféricos e arcos). Ainda tem o típico caso de Vênus, que agora está muito brilhante na direção Oeste no início da noite.


 “Quando se aproxima do horizonte e tem algumas nuvens, aparece e desaparece, como se estivesse piscando. As pessoas, em vez de olharem um mapa do céu, ficam achando que é OVNI”, diz. Ele também lembra da estação espacial internacional e dos casos de fotografia desfocada, que mostram figuras típicas de naves, mas que não passam de imagens dos anéis de suporte das lentes das câmaras de vídeo.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

previsão do tempo