arquivos do blog

me sigam no instagram

Instagram
Copyright © 2012 Ufologia News. Tecnologia do Blogger.

seguidores

Jesuíta. José Gabriel Funes é diretor do Observatório do Vaticano desde 2006. Ele estudou astronomia na Universidade de Córdoba e em Pádua.
Foto: Reprodução
Do Perfil


O astrônomo argentino José Funes tem o interesse da Igreja pelo universo. Apoio papal.

José Gabriel Funes se lembra que ele conheceu pela primeira vez Jorge Mario Bergoglio quando ele ainda era um estudante de astronomia na Universidade Nacional de Córdoba e reuniu-se com ele, pelo então reitor jesuíta, para confirmar sua vocação de serviço e entrada da companhia de Jesus. Então, eles não retornaram para sentar-se por muitos anos. Até último dia 14 de julho, quando se conheceram na cidade italiana de Castel Gandolfo: Funes como diretor do observatório astronômico do Vaticano e Bergoglio como papa Francisco.

A visita do Papa a sede histórica do Observatório foi muito importante para nós”. Ele estava muito interessado no nosso trabalho. "Ele estava vendo os livros antigos que temos, nós mostramos um meteorito que caiu perto de Buenos Aires e no final da visita, assinado um pergaminho, assim como fizeram seus antecessores desde Pio XII", diz ele. Onde a outra sede do Observatório do Vaticano.

"Temos um grupo de pesquisa que está associado com a Universidade do Arizona e um telescópio moderno de Mount castanho. Por este motivo, duas ou três vezes um ano de viagem aos Estados Unidos, mas meu local de trabalho é de Castel Gandolfo. Aqui temos quatro telescópios que já não são usados para pesquisa, mas tem um valor histórico e um laboratório com cerca de 1.200 meteoritos onde a investigação científica é feita. A cada dois anos lá formam estudantes de todo o mundo”, explica.

Padre jesuíta, astrônomo e pesquisador, Funes dirige o Observatório do Vaticano, popularmente conhecida como "La Specola" desde 2006, posição que foi nomeada por Benedicto XVI. "Meu tema de pesquisa específica é a formação de estrelas em galáxias próximas; ou seja, as galáxias que não são mais do que a luz de 100 milhões de anos. Estudo nas proximidades de galáxias, e como sua estrutura ajuda-na entender como as galáxias se formaram no passado e como eles evoluíram até agora ", diz ele.

Por que a igreja está interessada pelo universo?

O primeiro interesse 'oficial' da igreja em astronomia nasceu na segunda metade do século XVI, quando em 1578, o Papa Gregório XIII foi erigido no Vaticano, à torre dos ventos e instruiu os jesuítas astrônomos e os matemáticos do colégio romano para preparar a reforma do calendário, em seguida, promulgado em 1582. Hoje, papa Francisco convidou toda a Igreja a deixar-se e ir para a periferia. Neste sentido, uma periferia está indo longe no passado, explorar o universo. O Observatório é uma ponte, não a única, entre a Igreja e a ciência. Com o nosso trabalho, que mostramos que não há nenhuma contradição entre ciência e fé, mas que se complementam uns aos outros.

Como sacerdote e cientista, o que você que foi a origem do universo?

Eu não sou um cosmólogo, não se especializa no tópico. Mas posso dizer que, até agora, a melhor explicação científica para a origem do universo é a teoria do Big Bang. São algumas coisas para explicar. Por exemplo, ainda não sei o que é a matéria escura, o que é a energia escura, conceitos importantes na teoria do Big Bang. Enfim, por enquanto, é a melhor pesquisa científica sobre a origem do universo. Do ponto de vista da revelação, podemos dizer que Deus é o pai, que a existência do universo depende de Deus. Vejo que não há comparação entre essas duas maneiras de entender a origem do universo.

Pode haver outros seres no universo?

Como existe a possibilidade. Em um universo que tem 100 bilhões de galáxias, cada galáxia com 100 bilhões de estrelas, cada uma delas poderia ter planetas possíveis a vida do hospedeiro. Em seguida, é possível que haja vida extraterrestre. Mas, até agora, nós temos nenhuma prova científica da existência de vida e menos vida inteligente. Mas se acontecer, isso não representaria, em minha opinião, grande dificuldade para a teologia cristã. Deus Criador, em sua liberdade, poderia ter criado outros seres.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

previsão do tempo