arquivos do blog

me sigam no instagram

Instagram
Copyright © 2012 Ufologia News. Tecnologia do Blogger.

seguidores

Um grupo com membros de Mendoza e San Luis, Argentina criaram uma banda e uma história particular. Perfume de tato, voz e a baterista da banda, fala com o Yes!, convencido de sua origem alienígena.
Do Sí Clarin

Para apreciar este projeto deve fazer um pacto com você mesmo: deixe de preconceitos e deixe-se levar. A Coholins (diz/colins) é um grupo musical formado em San Luiz Argentina, que reúne nove produtores de música. Lá em cima, o mais "terrena" da história que dão a conhecer. O resto de sua biografia parece a do Superman. As nove são, na realidade, extraterrestres de Angol em todo o mundo que vieram para a terra quando eram crianças. Eles foram levados de sua terra natal, porque isto estava prestes a ser destruído pelo ódio. Na terra, o surfista de Mendonza Wilson Firulais estudou música em San Luis, no cumprimento de seu objetivo: lutar por amor. Lá adaptou o seu nome de super-herói: o espaço Karateka, Darö Larousse, Toti Tutu, Antonio fadiga MC, Perfume de Tato, Sergio coração amor, nariz Mystey, jovens mãos da cintura e o engenheiro do amor.

Seu mais recente álbum, ao vivo de Angol, é a história de seu retorno à sua terra natal. O "passeio" deles foi acompanhado por artistas convidados como a maionese, Edu Schmidt, Marta Korominas, Rafael Yuthiel (da banda XXI) e a Caligaris.
Então tudo isso tem no seu site oficial e também faz Tato Perfume, a voz e o baterista da banda. Tato narra como sua própria história e raramente vai a personagem que ele pensa. E as respostas dadas, estão, na maior parte, esta afinação.
Quem é o Coholins?
Mais do que uma banda é um conceito. E não só alguma coisa musical, se não uma proposta estética e audiovisual. Em shows ao vivo, temos um Vj, que é o Wilson Firulais, projetando imagens que têm a ver com as músicas. Ao longo de nossa carreira temos criado e explorado neste mundo de fantasia (Angol) através de vídeos e redes sociais. Nós também estávamos desenvolvendo a parte de cada um do super-herói Coholins. Disco ao vivo da Angol é um pouco um fechamento desse conceito. Nos leva a jogar para que o planeta, como refletido na arte da capa. A idéia é transportada para o público naquela época, com o nosso som e Visual. Agora estamos preparando o material que corresponde a nossa viagem a Angol, antes do show que nós demos lá. A ideia é preparar o caminho para a imaginação fazer cada um imaginar que a viagem.
Como define o musical?
Poderia ser uma banda de rock de formação que não tem medo de cumbia quarteto ou qualquer coisa.
Por que sua missão é "a favor do amor"?
-É instinto, é nosso DNA Alien. Assim, nos faz a primeira coisa é estudar música. Filosofia é um pouco aprendizagem em San Luiz o tratamento dos gêneros e através deles se unem a música. Assim nós não temos um gênero específico. O cruzamento de gêneros é abrir as cabeças, para deixar as pessoas que ouvem têm preconceitos. Que ele está interessado em música, porque cada sexo tem seu toque de charme.
Não herdou qualquer gênero de Mendoza, San Luis?
Não de forma consciente. Isso não significa que nós não carregamos dentro ou decorrentes de amanhã. Quando ela surge de forma natural, as coisas têm o seu curso e seu tempo. Musicalmente, estamos abertos a qualquer proposta. Todos os produtores e temos que ampliar, queremos atingir auto grau.
E o nome do grupo?
É uma palavra que surgiu quando nos juntou-se a Wilson. Não sabíamos o que significava. Sou bem. Quando voltamos ao nosso planeta, percebemos que era uma palavra muito usada para dizer "Obrigado", "rocha", "não pode ir ao banheiro '" e para muitas coisas mais. "?" É uma palavra muito todos os dias que resume a língua angoliano.
Eles jogaram em Angol e voltaram para a terra, o que vem por aí?
A intenção é abrir fronteiras e abrir o jogo. O conceito de "Coholin" é muito infinito nesse sentido. Não sabemos o que vamos sofrer mutações. Redes sociais temos a possibilidade de interagir e ver como as idéias são adicionadas e como eles estão mudando. É um pouco brincalhão.
Super-herói poderia vir a ser anti-herois?
Nós somos um pouco antiherois. Está implícito em toda a estética, nas cartas. As músicas têm sempre um toque humorístico. O super herói que joga, luta e tem poucos inimigos tem um pouco de anti-herói em si. As pessoas entendem que. Nós somos uma banda que não tentamos encontrar as espessuras que nós somos. A magia da Coholins é que ao conectar-se ao público, este se sente em parte do que está acontecendo no palco. Queremos entreter as pessoas.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

previsão do tempo